Piloto português deixa escapar vitória em rali para não atropelar cão perdido


O piloto português Carlos Matos deixou de ganhar o rali para não atropelar um cão perdido que se pôs em frente ao carro.

Ele competia na Constálica Rallye Vouzela, e já contava com três vitórias nas primeiras edições da prova.

Tudo indicava que Carlos Matos ganhasse novamente, não fosse um cão que apareceu em frente ao carro.

O piloto travou abruptamente, para não o atropelar, e foi isso que lhe tirou a vitória.

Mas como ele disse, o cão não era grande, mas na vida não vale tudo.