7 factos curiosos sobre alimentos que comemos e nunca se pensou


Quando comemos, raramente pensamos sobre os alimentos que estamos a ingerir. Mas, e se alguns desses alimentos viessem de um animal estranho? Confere 7 factos curiosos sobre alimentos que comemos e que nunca ninguém pensou.

1 – Manteiga de Amendoim pode ser transformada em diamante

Pois é. Podes ter um verdadeiro tesouro em casa e não sabias. Cientistas do Bayeriches Geoinstitut da Alemanha descobriram que podemos transformar a manteiga de amendoim em diamantes.

Tudo se deve à grande concentração de carbono. Para o procedimento precisamos retirar o oxigénio do dióxido de carbono da manteiga de amendoim e depois promulgar a pressão sobre o carbono. Voilá.

2 – Corante vermelho de amendoins é feito de besouros

David Adam Kess: https://pt.wikipedia.org/wiki/Ficheiro:(M%26M%27s)_Red.JPG

Gostas de M&Ms? Se o teu favorito é o de cor vermelha fica a saber que ele é feito a partir da carcaça de um besouro, o Dactylopius coccus. Isto vale para os corantes vermelhos de sabor de cereja e morango.

3 – Ostras cruas são comidas vivas

As ostras cruas são um verdadeiro manjar dos deuses. Mas e se disséssemos que quando as comes desta forma estás a comê-las vivas?

A boa notícia é que, como elas não têm sistema nervoso central, não são capazes de sentir dor.

4 – Batatas absorvem e reflectem sinais de Wi-Fi

Em 2012 descobriu-se que as batatas são capazes de reflectir e absorver sinais de Wi-Fi muito facilmente, assim como sinais de rádio.

5 – Chocolate foi moeda de astecas

O chocolate é uma das grandes perdições do mundo moderno. Não há quem viva sem um chocolate. Mas para os astecas era ainda mais importante, até porque era um tipo de moeda.

6 – As cenouras nem sempre foram laranjas

Achavas que os alimentos não mudavam com o passar do tempo? Pois é, as cenouras são um bom exemplo. Só no sim do século XVI elas adquiriram o tom laranja como hoje conhecemos. Originalmente elas eram roxas, ou brancas.

7 – O mel não se estraga

Quando o mel se encontra em estado natural tem muito pouca humidade, além de uma concentração elevada de ácido. Isso faz com que o alimento não se estrague. Quando as bactérias ficam dentro de um pote de mel fechado, morrem de imediato.