Coisas que não podes deixar para trás quando começas um relacionamento


Quando começamos um relacionamento novo, esquecemo-nos de preservar certas coisas que tínhamos quando solteiros. Um erro grave que pode trazer sérias consequências.

Muitas vezes sentimos que um novo relacionamento é tudo aquilo que precisávamos para nos sentirmos felizes. Sentimos isso de forma tão profunda que, com medo de perder, acabamos por fazer tudo em prol da relação, deixando para trás coisas que são muito importantes.

Antes de mais nada, é fundamental percebermos que o facto de estarmos a namorar não nos muda, nem deveria. É certo que, em qualquer relacionamento, é preciso fazer cedências, mas o que nunca podemos deixar é de fazer as coisas que gostamos e de ser quem somos de verdade.

Afinal de contas, se uma pessoa está connosco é porque gostou de nós exactamente do jeito que somos.

5 Coisas que não podes deixar para trás quando começas um relacionamento

Muitas pessoas deixam de ter determinadas atitudes a partir do momento em que entram num relacionamento. No entanto, tens de saber que existem coisas que não podes deixar para trás quando começas um relacionamento.

É isso que te vamos mostrar agora.

Auto-conhecimento

Uma das atitudes mais favoráveis quando estamos solteiros é o auto-conhecimento. Temos uma sede imensa de saber quem realmente somos, o que gostamos em nós, o que não gostamos, aquilo que podemos mudar, aquilo que temos de aceitar, o que nos dá prazer fazer e o que não gostamos de fazer.

No entanto, quando começamos a namorar, parece que ficamos sábios de nós mesmos e deixamos de procurar o nosso próprio eu.

A verdade é que nós, humanos, sem excepção, estamos em constante evolução. Por isso, o auto-conhecimento deve ser um processo contínuo.

E é este auto-conhecimento que te permite estabelecer limites numa relação, que te permite ter liberdade de escolha, pois sabes o que queres e, principalmente, o que não queres para a tua vida.

Amigos

Um dos maiores erros que se cometem: esquecer os amigos. Pois é. Quem nunca fez isto que atire a primeira pedra.

Quando encontramos alguém que nos preenche, que nos dá prazer em estar junto, acabamos por deixar de lado os nossos amigos. É normal que isto aconteça, mas não deveria, nem pode acontecer.

Os nossos amigos sempre estão ao nosso lado em todos os momentos. Porque haveríamos de esquecê-los agora?

Em vez de te afastares dos teus amigos, agrega-os ao teu relacionamento. 

Diálogo

Sabermos expressar aquilo que sentimos, aquilo que pensamos, é fundamental em qualquer tipo de relacionamento, mas principalmente num relacionamento amoroso.

A comunicação é imprescindível para que um relacionamento funcione. Mas esta é uma das coisas que mais deixamos para trás. Deixamos de dizer o que pensamos e sentimos por medo de perder o outro, por medo de magoá-lo.

No entanto, a única coisa que conseguimos com isso é sabotar a relação, e a nós mesmos.

Opinião

Vejo muitas pessoas a deixarem de ter uma opinião própria a partir do momento em que começam um novo relacionamento. Parece que se tornam uma extensão do parceiro.

Este é um dos maiores erros, mas um dos mais comuns. E ninguém o faz de forma consciente. Elas simplesmente vão absorvendo as opiniões do outro, tornando-as suas, mesmo que não fossem.

É importante não deixares de ter a tua própria voz, com força e garra, mesmo que não seja igual à do(a) teu (a) parceiro(a).

O “eu”

Este último ponto é quase como um aglomerado de todos os outros. Muitas pessoas deixam para trás o seu próprio “eu”. Deixam de lado os próprios gostos, sonhos, objectivos, amigos, opiniões, formas de se expressar, e formas de ser.

Nunca, mas nunca, devemos deixar de ser nós mesmos quando entramos num relacionamento.

Quem quiser tem de ficar contigo pelo que és, e não por aquilo que o outro quer que tu sejas.