Filosofo francês envolvido em polémica depois de sugerir que os homens violem as suas mulheres

O filósofo francês Alain Finkielkraut está envolvido numa grande polémica depois de ter sugerido num programa de televisão que os homens violem as suas mulheres.

O programa de TV consistia no debate sobre a liberdade de expressão e opinião. Durante o debate, o francês e a activista feminista Caroline de Haas discutiam acesamente sobre violação e agressão sexual.

Segundo ele, “Antigamente havia violação, agora há a cultura da violação. A violação costumava servir para denunciar atos de penetração forçada, hoje em dia a cultura da violação inclui piadas obscenas, os engatatões, os toques e até o galanteio. Dessa forma devem existir em França muitos potenciais violadores”.

A activista não demorou a perder a paciência, dizendo que 250 mulheres são violadas em França todos os dias e que palavras como as dele só tornam esta situação banal.

Logo depois, o filósofo perdeu a cabeça, dizendo: “Violar! Violar! Violar! Eu digo aos homens: violem as vossas mulheres. Eu violo a minha todas as noites e ela já está cansada”.

Fechar Vídeo Promovido E Ver Vídeo ×