Pais apressados têm causado stress e ansiedade nos filhos


Os tempos modernos estão muito corridos, e os pais não não excepção. Eles estão sempre apressados, mas isso está a causar stress e ansiedade nos filhos.

O stress infantil é hoje uma realidade, e é motivo para preocupação. Os pais vivem a correr, e exigem que os seus filhos vivam da mesma forma. Mais grave ainda, têm pressa que as crianças façam logo grandes feitos, como tirar notas máximas, ter um bom desempenhos em artes, desportos.

A questão é que as crianças não aprenderam a lidar com a correria, com a ansiedade. Em resposta a todas estas exigências, as crianças sofrem de stress infantil.

Stress Infantil

Todas as crianças passam por algum tipo de exigência, mas quando esta tem muita intensidade, ou se prolonga no tempo, pode trazer perturbações sérias nos mais pequenos. Quando as crianças não conseguem lidar com estas situações, sofrem de stress infantil.

É certo que pais stressados criam filhos stressados na mesma medida. Então, é importante que os pais saibam da sua responsabilidade para a saúde emocional dos seus filhos.

Sintomas

Crianças com menos de 5 anos com stress infantil mostram-se irritados, têm medo de tudo, querem estar sempre no colo dos pais, apresentam dificuldades na fala, e alguns fazem um retrocesso de comportamentos.

Crianças com mais de 5 anos estão sempre irritados, com mau humor, choram por qualquer motivo, são agressivos, ficam desmotivados, cansados, com preguiça. Podem também perder concentração, sentir dores, e tornarem-se apáticos.

A responsabilidade dos pais no stress infantil

As crianças precisam de estabilidade para crescerem saudáveis. Como o ritmo de vida moderno é tudo menos estável, a criança vive numa correria constante, a ver os pais sempre com pressa, sem tempo para a família, para relaxar.

A verdade é que a pressa com que os pais hoje vivem não respeitam o estágio de desenvolvimento das crianças, muito menos respeitam a particularidade de cada uma delas.

Exigir que os seus filhos se tornem perfeitos de um dia para o outro, como aprender a controlar as emoções rápido, ou a não fazer xixi na fralda, ou a aprender as coisas depressa, só fará com que as crianças vivam pressionadas com coisas que demoram o seu tempo, e cada uma das crianças tem o seu tempo próprio.

É fundamental que os pais se mostrem empáticos com as crianças. É urgente que os pais desacelerem, especialmente quando se trata dos seus filhos.

Não podemos esquecer que somos nós, pais, que damos o exemplo aos nossos filhos. Por isso, viver stressado e apressado não ensina nada de bom para as crianças. Deve mostrar controlo quando está numa situação stressante. Manter a calma e a serenidade é imprescindível.

Mais importante de tudo, devemos mostrar aos nossos filhos que eles são valiosos pelo que são, e não só pelo desempenho que têm em determinada área. Não é porque ele teve um mau desempenho na escola que deixa de ser amado e valorizado.

É urgente que os pais respeitem e amem os seus filhos acima de qualquer coisa.