ANEDOTA: Ele estava desesperado para dormir

Publicidade

Um vendedor, que precisa repousar, chega a uma cidadezinha do interior, já cansado do seu dia de trabalho e vai para o único hotel da cidade, mas que, infelizmente, não tem vagas.

O sujeito entra e diz:

Publicidade

– Não consegue arranjar uma solução? Preciso dormir, nem que seja uma cama apenas.

O recepcionista responde:

– Olha, tenho um quarto com duas camas, onde está hospedado um sujeito que me disse que gostaria de dividir as despesas com alguém. Mas tenho que avisá-lo, o sujeito ronca até não mais poder. Tanto que os vizinhos telefonam queixando-se de que não conseguem dormir.

– Sem problema, fico com o quarto, preciso dormir.

O recepcionista apresenta os hóspedes um ao outro e diz que o jantar está servido, para quem quiser.

No dia seguinte, o vendedor desce ao restaurante para tomar café e, contrariando as expectativas, estava bem disposto.

O recepcionista pergunta:

– O senhor conseguiu dormir?

– Sem problema.

– Mas os roncos não o atrapalharam?

– Nada. Ele não roncou nem por um minuto.

– Como assim?

– Bom, foi simples. O sujeito já estava a dormir quando entrei no quarto. Então me aproximei da cama dele e beijei o rabo dele, dizendo: Boa noite, coisa linda.

E o sujeito passou a noite toda, sentado na cama, olhando-me assustado, com medo de dormir.


guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Artigo anteriorANEDOTA: O derradeiro teste de fidelidade
Próximo artigoANEDOTA: É apenas uma questão de buracos
Livro Grátis de Apostas Desportivas